MORADIA UNIFAMILIAR EM LARA

Monção | Portugal

ESTUDO PRÉVIO, PROJETO DE LICENCIAMENTO E GESTÃO DE OBRA

O edifício existente, com mais de 100 anos, encontra-se integrado num conjunto habitacional que constituía a casa principal de uma quinta centenária.


Da parcela do edificado existente pretende-se incorporar um programa que se revela extenso para a volumetria existente. A ampliação do edifício pretende salientar-se no traçado original revelando-se contemporânea e minimalista.

 

Mantém-se a ideia de que a habitação do proprietário é no andar, no seguimento das funções do edifício existente. No entanto, de forma a proporcionar um maior conforto, para além dos acessos exteriores, a moradia possui agora uma escada interior complementada com um hall de entrada, no qual se salienta a escada como um elemento escultórico.


Assim, formalmente, o projeto da moradia define-se a partir da composição de dois volumes: do edifício existente e da ampliação.


O edifício existente mantém a linguagem ligada ao passado através da forma e materialidade. A horizontalidade do edifício é alterada a sul, pela existência de dois pisos e o coroamento com uma cobertura de quatro águas, na qual se destaca a chaminé.


O volume da ampliação é dilatado no sentido de destacar a composição. Neste processo e para não impor a geometria em relação ao edifício original, o volume ampliado é neutro, através de uma geometria clara e materialidade leve em contraste com a robustez e dureza do edifício original. O edifício assume-se através da forma mas visualmente permanece intimista, oculto na geometria do edifício original.